terça-feira, 15 de novembro de 2016

Por que eu corro?

 
Eu nunca fui uma pessoa sedentária, a minha vida inteira sempre estive fazendo algum tipo de exercício.

Joguei muito vôlei, fiz natação, amo dançar, bicicleta ergométrica, elíptico, jump, musculação... Tudo isso porque gosto de estar em movimento.

Todo esse tempo carreguei um desejo enorme pela corrida, nem sei de onde surgiu essa vontade. Em várias conversas me pegava dizendo: sonho em correr a São Silvestre.

Falava isso e ao mesmo tempo pensava em como era impossível. Muito distante da minha realidade.

Pesquisei grupos de corrida para iniciantes no meu bairro e não encontrei nada, procurei algum amigo para correr junto, também nada. 

E então um dia soube da existência da Adidas Runbase, criei coragem e fui conhecer a casa. Me inscrevi (e comecei a treinar) no final de abril e desde então nunca mais parei.

Muitas pessoas começam a correr para emagrecer, ficar e/ou manter a forma, ter uma vida mais saudável, ser fitness, etc.

Agora, no meu caso, eu corro por um único motivo: porque me faz feliz! 

Cada km a mais, cada subida percorrida, cada prova que participo é uma felicidade indescritível.

Através da corrida conquistei coisas que me pareciam impossíveis, consegui ir me superando e evoluindo tão rápido e tão naturalmente. Mal podia acreditar em cada passo dado.

Estou viciada mesmo, mas é um vício bom. Nunca me senti tão viva.  

Já corri com dor, na chuva, no frio e no calor. Sem contar em acordar e sair quando o sol ainda nem apareceu e está tudo escuro ainda. Vários sacrifícios feitos com um enorme sorriso no rosto.

Correr para mim foi renascer, reencontrei algo perdido. A vontade de continuar, o brilho no olhar.

Depressão e compulsão alimentar podem não ter desaparecido, mas perderam suas forças na medida em que eu ganhei as minhas, correndo.

Comentários
4 Comentários

4 comentários:

Juliana Calio disse...

Já tava feliz por você ter voltado com o blog (mesmo que o primeiro post não tenha sido por um motivo feliz, mas acho que foi importante pra você colocar pra fora), depois de ler esse texto então!
"Depressão e compulsão alimentar podem não ter desaparecido, mas perderam suas forças na medida em que eu ganhei as minhas, correndo" <3
E que essas conquistas continuem aumentando!

Anne disse...

Oi Ju, desculpe a demora em responder. Obrigada por sempre estar por perto, saiba que é recíproco!

DaphneTyler disse...

Oi Anne, tudo bem? Te acompanho "dos bastidores" há anos e recentemente li um livro que me fez lembrar muito de você... O natal está chegando e gostaria de te enviar de presente. Se puder me passar uma caixa postal ou endereço para que eu mande, entre em contato comigo! :)
Beijos!

Anne disse...

Oi Daphne, te mandei uma mensagem pelo Instagram...

Postar um comentário

* Informações sobre produtos: clique na imagem ou leia o post *

Para todos os outros comentários: muito obrigada!

Related Posts with Thumbnails