segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Desabafar para não sufocar


 Minha história com blog é antiga, comecei praticamente junto com seu surgimento, como leitora. 

Conheci um (blog) muito especial, me identifiquei logo de cara com a blogueira.

Acessar aquela página fazia parte da minha rotina, cada vez mais me sentia próxima. Era como se fosse uma amiga e nem havia qualquer tipo de contato.

O tempo foi passando, o blog e a blogueira já faziam parte da minha vida. Criei muito carinho e admiração. Até me tornei amiga (eu acreditava).

Cada contato, comentário respondido e encontro era uma alegria imensurável. Fazia questão de comentar em todos os posts para prestigiar o trabalho e demonstrar todo meu apreço.

Passaram-se muitos anos assim. Da minha parte sempre foi sincero, verdadeiro e muito especial.

A partir de um dia nesse ano, senti algo estranho, poderia ser impressão minha, mas o sentimento acabou se confirmando. Passei a ser ignorada.

Tentei entrar em contato para conversar e compreender tal situação. Odeio coisas mal resolvidas, não importa se o desfecho é positivo ou negativo, eu preciso esclarecer e colocar um ponto final.

Nada me deixa mais irritada do que carregar dúvidas e suposições. 

O que terá levado uma pessoa tão estimada por mim começar a me ignorar de repente? E por que não tenho direito nem de saber o motivo?

Não tenho palavras para expressar o quanto estou triste e decepcionada, vejo a pessoa toda fofa com suas leitoras que viraram amigas. Respondendo tag no YouTube mostrando ser tão madura e bem resolvida ao lidar com desentendimentos.

E na realidade faz totalmente o contrário.

Tantos anos de carinho, admiração, amizade (pelo menos da minha parte), destruídos de repente e de uma vez só, de uma maneira bizarra.

Precisava ser assim? Já pensei em quais atitudes minhas poderiam ter provocado isso e nenhuma delas justifica tal desprezo (parei de comentar no blog, saí do grupo de moderadoras no Whatsapp e da moderação da página no Facebook). 

Foi tão grave qualquer um desses comportamentos? E se não foi nenhum deles, não poderia conversar sobre?  Sou uma pessoa tão ruim assim que não mereço ao menos saber o que aconteceu?

Só quero estar enganada... 


Ps: a imagem do post é direcionada para mim mesma.

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

Luciana F disse...

Oi Anne, achei que vc tinha desistido do blog e venho hj aqui e vejo esse post... Dói muito a decepção com "amigos". Eu passei por algo assim há alguns anos. Tinha uma amiga chamada Paula que era unha e carne, comecei a perceber que ela não era tão amiga assim quando uma amiga dela que estava morando no exterior veio ao Brasil para uma visita e foi na casa dela. Eu não sabia e liguei lá querendo ir fazer uma visita também e ela foi meio grosseira comigo, disse que não era pra eu ir lá que estava ocupada. Deixei passar, mas fiquei muito chateada (não precisava me dar uma patada tão violenta).
Depois de um tempo ela arrumou um namorado e aí que as coisas mudaram mesmo, me ignorava legal, eu sei que quando a gente namora quer ficar junto e tal, mas mal conversava comigo. Acabei nem insistindo muito, decidi respeitar o momento dela. Aí veio a cereja do bolo: ela casou, fez festa, chamou um monte de gente e não me convidou!Soube por uma vizinha nossa, fiquei super tão chateada, lógico que ela não tinha obrigação nenhuma de me convidar, mas acredito que para quem falava que eu era a melhor amiga, um pouco de consideração é bem vinda.
Depois de alguns anos também arrumei um namorado e eu não sou uma pessoa que "evoluída espiritualmente" rsrs, também me casei e não convidei ela kkkk.
O que eu quero te dizer com tudo isso? Que não será nem a primeira e nem a última decepção que vai ter, mas a vida segue. Sacode essa poeira, joga esse cabelo de lado e deixa fluir. Você não precisa de gente assim ao seu lado, ela perde muito mais que você. Amigas pra fazer "parcerias" que dão ibope ela tem um monte, mas amizade de verdade ela não deve ter nenhuma, é uma falsa humilde...
Um grande abraço apertado em você, eu sei que nem comento,mas venho aqui de vez em quando olhar :)

Anne disse...

Luciana,

Muito obrigada pelo seu comentário, por compartilhar a sua história, mas principalmente pelo seu carinho!

Fiquei muito feliz, de verdade.

Sobre decepção com pessoas, te digo que estou quase me formando como especialista!

Não foi a primeira vez e tenho consciência de que não é a última, mas nesse caso em especial foi muito bizarro.

Eu precisava escrever esse texto, não consigo guardar as coisas, de alguma maneira tenho que libertar.

Já segui em frente e nem penso mais nisso, fiz minha parte para tentar conversar, entender e ficar bem.

Sigo de consciência tranquila e deixo meu amor a quem realmente valoriza.

Mais uma vez obrigada pelo carinho! Vê se apareça mais vezes, é sempre incrível quando recebo mensagens assim!

Postar um comentário

* Informações sobre produtos: clique na imagem ou leia o post *

Para todos os outros comentários: muito obrigada!

Related Posts with Thumbnails